sexta-feira, 1 de abril de 2011

Opinião #10: "Vingança Mortal" (Livro)

- VINGANÇA MORTAL -

Capa:


Autora:

J. D. Robb

Informação:
Edição/reimpressão - 2010
Páginas - 304
Editor - Edições Chá das Cinco
ISBN - 9789898032836
Idioma - Português

Sinopse:
Nora Roberts, sob o pseudónimo J. D. Robb, está de volta aos policiais românticos com Vingança Mortal. Todo o seu talento para criar personagens apaixonantes, enredos tortuosos e experiências de leitura inesquecíveis, estão patentes neste fabuloso romance onde Eve Dallas se depara com o mais perigoso assassino da sua carreira.

Ele é um especialista nas últimas tecnologias. Um louco com a mente de um génio. Um assassino sem coração que persegue silenciosamente as suas presas. Antes de cada homicídio, assombra a tenente Eve Dallas com adivinhas sobre os crimes que está prestes a cometer - mas Eve não consegue resolvê-las a tempo de salvar nenhuma das vítimas. Vítimas essas que, aparentemente, só têm em comum uma coisa: a forma atroz como são torturadas antes de morrerem. Mas é então que Eve descobre algo assustador: as vítimas estão ligadas a um antigo mistério sobre o passado de Roarke, o seu marido. Estará Eve preparada para o que vai descobrir?

[COMPRE ESTE LIVRO NA WOOK]

-----

Opinião:

Já andava há bastante tempo com curiosidade para ler algo da Nora Roberts (dado que parece ser a autora de eleição de bastante gente ultimamente), mas como não sou muito virada para os romances só por si (sem outro elemento qualquer), nunca cheguei a pegar em nada dela. Depois começaram a traduzir esta série, e como policiais é um dos géneros que até gosto bastante de ler, juntei o útil ao agradável. Escolhi este sabendo perfeitamente que não é o primeiro da série, mas gostei bastante da capa e a sinopse chamou-me a atenção.

Quanto à história, a primeira coisa que me agradou foi ver que se passava num mundo futurista (se a memória não me falha, no ano de 2058). Foi por falta de atenção minha, que isso é referido em sinopses de outros livros da série, mas gostei de descobrir assim, dá outro toque às histórias.

Não sendo o primeiro da série não é possível conhecer muito do background da relação Eve/Roarke, mas gostei bastante do relacionamento dos dois personagens. Têm bastante "química" (coisa que nem sempre acontece nos casais principais de livros), e a própria natureza da relação é curiosa, dado Eve ser uma polícia respeitadora da lei que não admitia abrir excepções para ninguém, até conhecer Roarke, que passou toda a sua vida na clandestinidade.

Gostei bastante do tipo de escrita, o enredo prende o leitor até se descobrir o desfecho (completamente inesperado, mesmo como eu gosto), e tem a dose certa dos dois elementos principais: o romance e o mistério.

Irei certamente ler mais livros desta série eventualmente, mas não me vou aventurar em fazê-la completa, dado que no original já foram publicados mais de 30, sem final à vista. Mas como pude comprovar com este, penso que não há problema em lê-los isolados, portanto é esperar por um caso que a Tenente Eve Dallas encontre e que vá de encontro aos meus gostos.

Sem comentários:

Enviar um comentário