segunda-feira, 11 de abril de 2011

Opinião #14: "Exílio" (Livro)

- EXÍLIO -

Capa:


Autor:
R. A. Salvatore

Informação:
Edição/reimpressão - 2011
Páginas - 288
Editor - Saída de Emergência
ISBN - 9789896372903
Idioma - Português

Sinopse:
Após renegar a sua própria família e partir para longe de Menzoberranzan, a sua pátria, Drizzt tem que aprender a sobreviver e conquistar um novo lar no imenso labirinto dos túneis subterrâneos onde se ocultam criaturas das trevas. Mas o verdadeiro perigo parte da sua própria raça e Drizzt terá que estar atento a sinais de perseguição, pois os elfos negros não são um povo misericordioso…
Venha descobrir Drizzt, o elfo negro, uma das personagens mais lendárias da fantasia. E acompanhe-o na épica e intrépida jornada para longe de um mundo onde não tem lugar… em busca de outro, na superfície, onde talvez nunca o aceitem.

[COMPRE ESTE LIVRO NA WOOK]

-----

Sinopse:

Este livro é o segundo volume da Trilogia do Elfo Negro, por isso se não leram o primeiro, estão à espera do quê mesmo? Se alguma coisa não fizer sentido, é porque faz referência ao primeiro livro ("Pátria").

Eu adorei o primeiro volume, acho que para quem gosta de fantasia é uma série excelente, e este segundo não lhe ficou muito atrás. Enquanto que no primeiro livro nos é apresentado todo o mundo de Menzoberranzan, o modo de funcionamento "diferente" da sociedade dos drows, e um Drizzt Do'Urden em luta com o modo de ser das coisas à sua volta, nesta continuação Drizzt tem uma luta ainda maior à sua frente: consigo mesmo.

Sem querer fazer muitos spoilers para quem não leu o primeiro volume (e novamente digo, vão ler!), este livro centra-se muito mais em Drizzt do que o anterior, e acompanhamos o seu desenvolvimento num meio que não é o dele, e as consequências que lhe surgem de estar demasiado tempo afastado de tudo e de todos.

E enquanto ele enfrenta tudo isto sozinho, há quem o queira a todo o custo encontrar...

Em termos de escrita este livro não me surpreendeu, pois já fiquei habituada a esta qualidade com o "Pátria", estão ambos a um nível muito semelhante nesse aspecto. Quanto ao desenvolvimento da história, não estava à espera de que fosse por esta vertente (o que eu achava que iria acontecer neste volume vai ser, afinal, a história que serve de base ao terceiro livro), mas foi uma mudança boa.

Sem me querer desenvolver muito mais, digo que adorei o livro, recomendo bastante, e que fico à espera do próximo!

1 comentário:

  1. Vá, vamos lá ver qual é a próxima ocasião para te oferecer o terceiro LOL

    ResponderEliminar