segunda-feira, 13 de junho de 2011

Opinião #33: "X-Men: O Início" (Filme)

- X-MEN: O INÍCIO -

Trailer:


Ficha Técnica:
Ficção Científica, 132 min
Realização - Matthew Vaughn
Argumento - Ashley Miller, Jane Goldman
Interpretação - James McAvoy, January Jones, Jennifer Lawrence, Kevin Bacon, Michael Fassbender

Sinopse:
Antes de se tornarem Professor X e seu arqui-inimigo Magneto, Charles Xavier e Erik Lensherr eram dois jovens que acabavam de descobrir os seus poderes pela primeira vez. Eram, na altura, amigos e companheiros de luta que trabalhavam juntos com outros Mutantes, tentando evitar a maior ameaça que o mundo já enfrentara. É da divergência entre ambos que se dá a cisão que origina a eterna guerra entre Magneto e seus seguidores, e os X-Men do Professor X.

-----

Opinião:

Sendo eu fã da Marvel, e ainda mais dos X-Men (têm lá um dos meus dois personagens preferidos da Marvel, era difícil não gostar), não podia deixar de ir ver esta prequela, e foi a ida ao cinema deste fim de semana.

Sempre tive muita curiosidade em relação à origem dos personagens, e foi por isso que adorei o filme sobre o Wolverine (e também ajudou o facto de ser um desses dois personagens preferidos, interpretado pelo meu actor favorito), e também acabei por adorar este. Havia uma série de questões que eu queria ver respondidas, como a razão porque Xavier anda de cadeira de rodas, como é que ele e Magneto se conheceram e mais tarde separaram, e como é que Mystique, melhor amiga de Xavier, acaba por se aliar a Magneto, como é possível ver nos vários filmes da trilogia.

Devo dizer que tive resposta a todas essas perguntas e mais algumas (até dá para ficarmos a saber como é que "apareceu" o famoso Cerebro, o aparelho que Xavier usa nos outros filmes para encontrar mutantes), e que por isso fiquei bastante satisfeita com a abordagem que fizeram nesta prequela. O filme é grande, tem mais de duas horas, mas vê-se bastante bem e de outra forma não dava para abordar tantas storylines diferentes.

No entanto, houve muita informação que ficou por dizer, mesmo por entrarem tantos mutantes diferentes neste filme. Há vários que aparecem neste mas que não têm relação alguma com os da trilogia (pelo menos que eu saiba), como é o caso, por exemplo, de Emma Frost, Riptide e Darwin, cujos passados não nos são contados e aparecem um pouco do "céu". Mas outros têm ligações curiosas com os dos restantes filmes, que seria engraçado dar a conhecer de alguma forma, para quem não conhece assim tão bem o mundo da Marvel. Por exemplo, o Nightcrawler (que se não me falha a memória aparece no segundo filme da trilogia) é filho do Azazel e da Mystique, e o Havok é irmão do Cyclops, que tem um papel preponderante na trilogia. Mas não se pode dizer tudo, por isso fiquei bastante satisfeita com tudo o que explicaram no filme, e aprendi bastante.

Agora, defeitos. Só tenho a apontar um, que acaba por ser fruto se calhar de uma certa preguiça por parte dos actores/produção. Ao longo do filme, vários personagens falam diversas línguas (para além do óbvio inglês, falam espanhol, francês, russo e alemão), e nota-se à distância o pouco trabalho que tiveram no sotaque das diferentes línguas. Não posso falar sobre o russo, que é a única das línguas que falaram sobre a qual não tenho qualquer base, mas em todas as outras a pronunciação nas palavras mais básicas era péssima, e ainda se notava mais quando os punham a falar com actores nativos na língua (sim, a diferença era tão grande que dava para reparar nisso). Sei que é difícil por serem diálogos longos e se calhar eles não tinham qualquer tipo de bases nessas línguas, mas ninguém pedia que eles aprendessem a língua na sua totalidade, pelo menos que tivessem um certo cuidado com a enunciação.

Fora isso, foi tudo muito bom, desde a storyline até aos efeitos visuais e tudo o resto (embora, devo dizer, tenha ali uns momentos entre o Xavier e o Magneto que me fizeram duvidar do nível da "amizade" deles, e não fui a única). E o facto de o Hugh Jackman fazer uma mini-participação no seu papel de Wolverine, mesmo que só com uma fala de três palavras, fez-me adorar ainda mais o filme, e foi uma cena que pôs toda a gente a rir na sala. Por alguma razão se fala de continuar o franchise do filme do Wolverine.

Por isso, se viram os outros filmes dos X-Men (mesmo que não tenham sido todos, que não afecta em nada), ou se têm curiosidade e querem ver este antes dos restantes, recomendo o visionamento, que está um filme muito bem feito!

1 comentário:

  1. Neste momento tenho tanta invejaaaaaa de ti. aiii., era capaz de te estrangular =/ tens noção do quanto eu quero ver este filme??

    só por isto já nem leio a tua opinião (depois comparo-a com a minha =P)

    ResponderEliminar