quarta-feira, 20 de julho de 2011

Opinião #39: "Harry Potter e os Talismãs da Morte - Parte 2" (Filme)

- HARRY POTTER E OS TALISMÃS DA MORTE - PARTE 2 -

Trailer:


Ficha Técnica:

Acção/Aventura, 130 min
Realização - David Yates
Argumento - Steve Kloves
Interpretação - Daniel Radcliffe, Emma Watson, Rupert Grint, Alan Rickman, Helena Bonham Carter, Ralph Fiennes

Sinopse:
No épico final, a batalha entre as forças do bem e do mal do mundo dos feiticeiros vai originar uma guerra sem precedentes. Os riscos nunca foram tão elevados e ninguém está seguro. Mas é Harry Potter quem terá de fazer o sacrifício final, pois a luta com Lord Voldemort aproxima-se. Tudo acaba.

-----

Opinião:

Eu cresci com o Harry Potter. Lembro-me de receber o meu primeiro livro da saga, e de ter encontrado assim o meu amor pelos livros e pelo mundo da fantasia. Lembro-me de ver as cassetes dos dois primeiros filmes (dobrados em português), outra e outra vez, até que quase estraguei o vídeo de tanto as rebobinar. Lembro-me de acordar às 6 da manhã para ir a pé, sob chuva torrencial, até à livraria onde tinha o "Ordem da Fénix" reservado já há mais de um mês, e estar até às 3 da manhã do dia seguinte agarrada ao livro. Lembro-me de todas as directas que fiz depois da publicação de mais uma aventura. E acima de tudo lembro-me da companhia que esta saga me fez quase toda a minha vida.

Por isso foi com uma mistura de alegria e tristeza que fui ver este filme. Alegria pois ia finalmente ver com os meus próprios olhos o final daquilo que passei anos a imaginar dentro da minha cabeça. E tristeza pois era a última oportunidade de ver um brilhante grupo de actores a dar vida a esta história. Mas saí da sala de cinema bastante satisfeita!

Achei o início do filme um pouco "abrupto", mas já era de esperar quando se trata da divisão de um livro. Muito basicamente é este o único pseudo-defeito que tenho a apontar ao filme, porque de resto foi tudo excelente. Está brilhantemente bem feito, adorei tudo, e se quisesse estar aqui a apontar tudo aquilo de que gostei neste filme ficava aqui infinitamente, por isso nem sequer vou começar.

Passei todo o filme num misto de riso e de quase-choro (só não chorei mesmo graças ao facto de me lembrar de certas cenas dos musicais dos Starkids -A Very Potter Musical e A Very Potter Sequel, se ainda não viram não sei do que é que estão à espera - depois das cenas mais dramáticas, se não tinha mesmo chorado que nem um bebé), e acção foi coisa que não faltou. Sempre achei que este livro tinha muita coisa a acontecer num curto espaço de tempo, e que poderia ser um pouco maior por causa disso, mas acho que no filme ficou tudo bem distribuído, não faltando nada de essencial e acabando por não ser um filme assim tão grande, comparando com os restantes da saga. Sendo assim, foi mesmo a melhor das decisões dividir o livro em dois filmes (não que alguma vez tenha duvidado disso).

O 3D também estava muito bom, mas aqui tem mesmo tudo a ver com a tecnologia utilizada pelos cinemas. Esqueçam o 3D com aqueles inúteis óculos de plástico, e vão a um cinema onde tenham tecnologia de expand 3D e um sistema activo nos óculos (não vou falar em "marcas", mas se quiserem saber é só perguntar). Realmente foi uma experiência muito boa, e em certas cenas parecia mesmo que estava dentro do filme. Mas sendo um filme de Harry Potter já era de esperar que não fosse um 3D feito de qualquer maneira!

Depois do filme acabar, ainda andei um bom bocado a tentar acostumar-me à ideia de que tinha acabado de ver pela última vez Harry Potter no grande ecrã. Mas não fiquei triste nem sentimental, pois nunca acredito quando dizem que Harry Potter acabou. Tal como é dito várias vezes ao longo da saga, as pessoas de que gostamos nunca desaparecem completamente, ficam sempre no nosso coração. Por isso não, Harry Potter não "acabou". Enquanto houver novas gerações a pegar pela primeira vez nos seus livros, a verem os filmes, a apaixonarem-se por esta história que cativou todo o mundo, Harry Potter nunca vai acabar. Apenas vai começar outra, outra, e outra vez.

Sem comentários:

Enviar um comentário