domingo, 14 de agosto de 2011

Opinião #45: "Super 8" (Filme)

- SUPER 8 -

Trailer:


Ficha Técnica:
Ficção Científica, 112min
Realização - J.J. Abrams
Argumento - J.J. Abrams
Interpretação - Amanda Michalka, Elle Fanning, Kyle Chandler, Ron Eldard

Sinopse:
No Verão de 1979, um grupo de amigos na pequena localidade do Ohio, testemunham um catastrófico desastre de comboio enquanto filmavam um filme em super 8 e depressa se apercebem que afinal não foi um acidente. Pouco depois, invulgares desaparecimentos e situações inexplicáveis começam a ocorrer e as entidades locais tentam descobrir a verdade - algo mais aterrorizador do que alguma vez se tinha pensado.

-----

Opinião:

Em primeiro lugar devo dizer que fui ver este filme contrariada, pois já quando tinha visto o trailer ele não me chamou à atenção minimamente. Por regra não costumo gostar de filmes de ficção científica, e o tema deste não me interessava muito, mas acabei por ir vê-lo com o meu pai, que andava há semanas a dizer-me que tínhamos de o ir ver. Acabei por até gostar, mas continuo com a ideia de que não era preciso ter ido vê-lo ao cinema.

Eu não sou propriamente fã do Spielberg pelos filmes onde ele por alguma razão mete lá o nome, mas uma pessoa não sabe bem o que raio ele lá fez, por isso nem essa premissa (que basicamente é o que tem levado muitas pessoas ao cinema ver este filme) me atraía. Há muitos bons realizadores/produtores/etc por aí que passam despercebidos, e depois há estes casos onde uma pessoa fez nome com uns quantos bons filmes, e a partir daí quase que pode fazer só lixo, que ninguém quer saber (não estou a dizer que seja o caso do Spielberg, mas acho um pouco exagerado o hype todo).

Mas pronto, voltando ao filme. Resumidamente, a premissa da história não vai muito longe daquilo que está na sinopse. Um grupo de amigos está a gravar um filme de zombies numa estação de comboios, e testemunham o descarrilamento suspeito de um comboio de carga. A partir daí dá-se uma sucessão de acontecimentos invulgares, que parecem estar todos ligados à carga misteriosa que o comboio transportava.

Já me tinham dito que este filme fazia lembrar o "E.T.", e realmente é verdade. Parece uma versão um pouco alterada da mesma história, mas sem tanto interesse, pois praticamente desde o início do filme qualquer pessoa deduz o que ia dentro do comboio, e o facto de passarem mais de metade do mesmo a fazer planos obscurecidos da "coisa" e só a mostrarem praticamente no final foi deveras irritante. Já toda a gente sabia o que era, mais valia mostrarem-no logo e darem trabalho à equipa de efeitos especiais!

Para mim, o que vale a pena neste filme são os miúdos. Fui para lá um pouco na dúvida quanto ao que esperar da performance de um grupo de actores jovens que maioritariamente não é conhecido (com a excepção da Elle Fanning, que na minha opinião fez um papel mesmo muito bom), mas portaram-se todos lindamente. Há momentos cómicos muito bons e basicamente são eles que aguentam o filme. Se não fosse pelos miúdos, muito provavelmente tinha adormecido a meio do filme...

Gostei bastante do pormenor que acrescentaram no final do filme. Os miúdos passam tanto tempo durante a história a fazer as gravações para o filme de zombies, que assim que começaram os créditos, o meu primeiro comentário foi "Então e o filme dos miúdos?". Mas assim que falei começou a passar o filme completo feito por eles, e foi excelente poder vê-lo.

No geral, até achei piada ao filme, mas como não faz mesmo o meu género o meu comentário final foi algo perto de um simples "...eh". Mas tenho noção de que muita gente tem gostado bastante, por isso se estiverem curiosos em relação a ele, não se deixem influenciar pela minha opinião nada imparcial e vão vê-lo!

Sem comentários:

Enviar um comentário